Televisão
cultura@folhanet.com.br
 

AUDIÊNCIA 
Cancelamento de 
programas bate recorde 

     Programas extintos, projetos engavetados, estréias adiadas... nunca houve uma fase como a de 97/98, na tevê. Manchete e SBT foram as campeãs de cancelamento de programas, e em boa parte dos casos a causa esteve nos baixos índices de audiência. No SBT, a parte mais afetada foi o jornalismo, com a extinção de programas como o Jornal do SBT, Noticidade, Sinal, Aqui Agora e TJ Brasil. A saída mais notada foi a de Leila Cordeiro e Eliakim Araújo, que comandavam o Jornal do SBT direto de Miami, num projeto realizado em parceria com a CBS-Telenotícias. 

Ainda na emissora de Silvio Santos, que contratou o apresentador Ratinho, mas perdeu a apresentadora Eliana, saíram do ar o Concurso de Paródias, Márcia, Alô Chrystinah, Forum Popular e Fantasia. Novelas como Pérola Negra e O Direito de Nascer estão prontas há muito tempo e não têm previsão de estréia, e além disso não se sabe quando projetos como o do programa de Carla Perez e Qual é a Música?, com Celso Portioli, sairão da gaveta. 

E mais: a emissora cancelou o contrato de exclusividade para a transmissão das corridas de Fórmula Indy de 1999, decisão que lhe custou US$ 6 milhões de multa. Uma das alegações foi a de que as provas tinham baixo índice de audiência e prejudicavam o Ibope do Domingo Legal, de Gugu Liberato. 

Quanto ao programa Márcia, que tinha um razoável índice de audiência, em torno de 8%, a retirada do ar teria sido causada em função da contratação de Ratinho. Dois programas do mesmo estilo poderiam saturar os telespectadores, teria sido a justificativa da direção do SBT -- que não se pronuncia oficialmente sobre as medidas e, inclusive, extingüiu seu departamento de Divulgação. Mesmo fora do ar, a apresentadora Márcia Goldschmidt, com contrato até 2001, ainda manifestava nos últimos dias a esperança de retornar com outro programa. 

Na Manchete, o processo começou com o "despejo" do palhaço Tiririca que, no embalo de seu sucesso junto às crianças, ganhou um programa diário e empregou toda a família, mas não conseguiu os pontos necessários no Ibope. Também o "Sandy & Junior Show" não emplacou, mas pelo menos os filhos de Xororó acabam de ser contratados pela Globo. 

Ainda na Manchete, o investimento no Domingo Milionário, que trouxe o apresentador Jota Silvestre de volta para a tevê, não decolou. O substituto, Domingo Total, também não durou muito. Sérgio Reis só escapou do furacão que assolou a emissora carioca porque decidiu mudar para o SBT, onde apresenta seu programa aos domingos. Mas quase todos os programas jornalísticos saíram do ar. 

Também foram cancelados Na Rota do Crime, Mistério, Câmera Manchete, Manchete Clip Show e Magdalena Manchete Verdade. Em todos estes casos -- que levaram à demissão de quase 600 pessoas -- os motivos foram financeiros. O programa independente Márcia Peltier Pesquisa também saiu do ar e sua apresentadora foi para a Bandeirantes. (Agência Estado) 
 
 



 
 
Sem meiguice 

Depois de viver a meiga Babi de "Era Uma Vez...", Nívea Stelmann se prepara para a próxima novela das sete da Globo, de Carlos Lombardi. Segundo a atriz, o convite partiu do próprio autor. Os dois trabalharam juntos durante as férias da Malhação, no início deste ano. Ela vai interpretar Mônica, mais liberada e independente que Babi e totalmente diferente da Caroline, de "A Indomada". 

Garçom 

Pedro Vasconcellos, que era cotado para viver o Adriano de "Torre de Babel", vai entrar na trama do mesmo jeito, só que agora vivendo o novo garçom do diner. 

Cinema 

Acontece hoje, no Hotel Maksoud, ao meio-dia, a apresentação dos jurados da 22ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, que terão a atribuição de conceder, no dia 30, o prêmio Bandeira Paulista para o melhor filme de diretor estreante. Os cinco jurados são: o diretor iugoslavo Dusan Makavejev, o brasileiro Isay Weinfeld, o iraniano Jafar Panahi, a atriz Lisa Moncure e o curador do Festival de San Sebastián, na Espanha, Diego Galan. 

Bienal 

Domingo, a Bienal de Artes de São Paulo receberá um grupo especial de convidados: os Severinos, Franciscos e Raimundos que protagonizaram o trabalho criado especialmente para o evento pela dupla de artistas Mauricio Dias e Walter Riedweg. Eles são na verdade co-autores da obra que vem sendo considerada pelo público como uma das mais interessantes. Afinal, fala de coisas que tem a ver com a vida das pessoas, de acordo com os comentários. 
 
 

Foto: Arquivo
NÍVEA STELMANN/ Atriz foi
escalada para a próxima novela das 7 
 
 



 
 
 

Pecado Capital 

Carlão vê outdoor de Lucinha. Salviano diz a Nélio que quer investir em Lucinha. Ricardo percebe que Mila e Eunice estão mentindo. Lucinha vê sua aliança na mão de Clarelis. Toda a vila vê o outdoor. Vitória conversa com Percival. Lucinha procura Nélio. Carlão bate em Lucinha. 

Meu Bem Querer 

Juliano e Rebeca brigam. Antônio diz a Ovídio que Lívia fez ameaças ao filho. Ester diz a Bilac que a foto de Lívia é de Júnior. Juliano se lembra que viu Lívia. Rebeca desabafa com Ava. Antônio e Rebeca se encontram. Ovídio flagra os dois. 

Torre de Babel 

A emissora não forneceu sinopse do capítulo. 

Chiquititas 

Resumo dos capítulos da semana. 

Fascinação 

Meninos na rua jogam lama em Clara. Francisco a defende e os dois se abraçam. Otávio está convencido que Germana está louca. Carlos diz a Melania que vai procurar Clara. 

Brida 

Não há exibição. 

Serras Azuis 

Resumo dos capítulos da semana. 

Estrela de Fogo 

Não há exibição. 
 
 



 
 
**21h30 na Bandeirantes -- As Parceiras (Personal Best). EUA, 1983, 128 min. Direção: Robert Towne. Com Mariel Hemingway, Scott Glenn, Patrice Donnelly. Estrela das pistas se vê dividida entre o treinamento para a Olimpíada e a atração mútua com uma companheira de equipe. Nada a acrescentar, mas serve pela curiosidade de ver o produtor Towne (de "Chinatown", por exemplo) na direção. Hemingway tinha seu encanto na época, vale ressaltar. 

***22h30 na Cultura -- O Encouraçado Potemkin (Bronenosets Potyomkin). URSS, 1925, 74 min. Direção: Sergei Eisenstein. Com Alexander Antonov, Grigori Alexandrov. A revolta de marinheiros russos contra as duras condições num couraçado. A embarcação, é claro, aparece como metáfora do regime czarista. Não há mais palavras para definir essa obra-prima da história do cinema, com lugar cativo em todas as listas de melhores filmes. A cena da escadaria em Odessa, por si só, é fantástica. Não à toa, Brian DePalma homenageou o filme em "Os Intocáveis". 

*23h30 na Bandeirantes -- Em Veneza com Emmanuelle (Emmanuelle in Venice). França, 1993, 90 min. Direção: Francis Leroi. Com Sylvia Kristel, Marcella Walerstein, George Lazenby. Bela e jovem viúva vive o inferno ao lado da madrasta. Mas ela tem, além do carinho da criada, a amizade de Emmanuelle, que tratará de reaproximá-la de seu antigo amante. Para os fãs do "Cine Privé", vale por Kristel. Inédito na TV. 

*1h30 na Bandeirantes -- Paixão Tentadora (Tainted Love). EUA, 1995, 96 min. Direção: Jag Mundhra. Com Doug Jeffery, Lee Anne Beaman. Policial (Beaman) trata de se enfeitar para ficar atraente e se fazer passar por modelo. Seu objetivo é investigar uma série de assassinatos de modelos. Seu previsível problema é que se envolve em ardente romance com o principal suspeito. O filme também é óbvio. 
 

 

 
Volta ao topo da página